quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Palavras do Pastor...

Caros Irmãos,


Nosso Senhor Jesus Cristo quando falou de Igreja sustentada na profissão da fé manifestada por Cefas fez dentre outras afirmativas aquela de que: " As portas do inferno não prevalecerão contra Ela", aos que ali estavam pode ter parecido mais uma manifestação da garantia dada pelo Mestre de que Deus o Pai, protegeria àqueles que professassem a fé manifestada por Pedro, entretanto meus irmãos, o Senhor falava de Tempos vindouros, quando ardilmente satanás insinuando-se nas hostes dos seguidores de Cristo, haveria de querer minar por dentro, com as sutilezas da infâmia, da mentira, usando muitas vezes a capa da moralidade e da Etíca o trabalho e combater aqueles que mesmo portadores das fraquezas humanas buscam aperfeiçoar-se pelo ministério de serviço da verdadeira caridade aos irmãos que sofrem, retirando daí a força pra não mais errar. Contemplo o Mestre que não condena a pecadora que seria apedrejada, vejo-o na casa de Simão perdoar aquela que lhe lavou os pés com as lágrimas do arrependimento e quando ainda, responde a Pedro que devemos perdoar até setenta vezes sete vezes de acordo com a misericórdia do Pai.
Admiro-me pois dos que apontam os erros dos outros sem a devida caridade e vejo-os enquadrar-se nas palavras do próprio Jesus quando nos aconselha a não julgar, chama de cegos guiando cegos e mais ainda manda atirar a primeira pedra os que não tiverem pecado, onde estavam eles? (os que não tinham pecado) ninguém atirou.
Meus irmãos esta minha reflexão é para dar inicio a transcrição do Plano Pastoral da nossa Igreja, que óbra admirável vem o Espírito Santo realizando pela inteligência e pelo coração de nosso Arcebispo Primaz Dom Felismar Manoel. São gotas de sabedoria suas palavras e seus ensinamentos portadores da Sagrada Unção que guirama nossos predecessores Dom Salomão Ferraz e Dom Manoel Ceia Laranjeira.
Havemos de por em prática este sábio roteiro de revitalização do pensamento Salomita, o Povo de Deus neste mundo dilacerado pela discórdia e pelo materialismo, precisa da nova força deste sentimento de cristandade que juntos espalharemos à aqueles que padecem nas trevas da ignorância e do abandono.
Desejo que todos os verdadeiros seguidores de Cristo Jesus mediante o ensinamento de Dom Salomão Ferraz possam colocar em prática esta Sã Doutrina sem preocupar-se com o rugir das trevas que nada significam para o evangelho de Cristo.

Dom Raimundo Augusto

Igreja Católica Apostólica Independente

de Tradição Salomoniana

ICAI-TS

Plano Pastoral Eclesial Trienal para 2011/2014

Identidade Eclesial, Linhas de Espiritualidades Próprias e Ações Afirmativas do Catolicismo Salomonita

Introdução

Visando adotar uma administração eclesiástica mais atualizada para o âmbito da ICAI-TS, nossa Sede Primaz convoca a todos os Bispos, Presbíteros, Diáconos, Diaconisas, Ministros da Liturgia e todos os Crentes Fiéis, a todos os eclesianos do Catolicismo Salomonita enfim, para sequenciarmos um trabalho planejado através de cumprimentos de metas para o triênio 2011/2014.

1 – Dos Princípios Norteadores.

A Igreja é a perene presença de Cristo no mundo e isto se faz através das diversas Denominações Religiosas que a compõem. Assim sendo, cada denominação se justifica pela manutenção dos seus carismas próprios que no conjunto enriquecem a Igreja do Senhor. Cada denominação cristã faz a sua exegese e hermenêutica bíblica, sendo a mesma aceita, observada e reconhecida como legítima pelos seus membros, de acordo com a sua tradição estabelecida, tendo os seus doxas definidos, ensinados e cultivados pelos seus respectivos eclesianos que formam suas diversas comunidades de fé. Nos lugares de forte devoção popular sustentadoras de ideologias pagãs, supersticiosas, idolátricas e/ou heréticas, é necessário que os Curas de Almas se esforcem para apresentar os doxas verdadeiros cultivados pelo catolicismo salomonita, através de adequadas e competentes justificativas filosóficas e teológicas.

2 – Das finalidades da ICAI-TS

Lembrem-se os Curas de Almas que a ICAI-TS tem como finalidades, cumprir os seguintes itens:

a) – Levantar nas almas o padrão de fé e fomentar o espírito de devoção centralizadas em Nosso Senhor Jesus Cristo, em uma experiência espiritual progressiva, de conformidade com a Declaração de Princípios do Venerável Salomão Ferraz;

b) – Instituir o Ministério Pastoral Ordenado nos gráus de Bispos, Padres, Diáconos, Diaconisas, como Sagrada Ordem Maior, e instituir o Ministério Congregacional Litúrgico nos gráus de Ministros dos Sacramentos, Ministros da Palavra de Deus, Ministros da Exortação Templária e Ministros da Vigilância Templária, como Sagrada Ordem Menor;

c) – Ministrar a Palavra de Deus, os Sacramentos, os Cultos e Oficios Religiosos, em liturgias simples ou solenes, em linguagem compreensível e com a participação de todo o Povo de Deus;

d) – Instituir nas comunidades as Irmandades dos Crentes Fiéis;

e) – Divulgar, observar e proteger o Ritual Brasiliense como um Santo Patrimônio do Catolicismo Salomonita;

f) – Incentivar a instrução e educação das massas populares;

g) – Preparar o povo para o legítimo exercício da liberdade e cidadania, em uma democracia inspirada no Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo;

h) – Promover a Fraternidade Cristã e a Solidariedade Humana para a construção da paz, do bem e da manifestação da Vida em Plenitude no Planeta Terra.

3 – Dos Princípios Salomonianos

Lembrem-se os Curas de Almas que o Venerável Bispo Salomão Ferraz elaborou a sua Declaração de Princípios em 1902, e que, desde então ela constitui uma característica básica da orientação individual de espiritualidade pessoal para cada eclesiano que se dispõe a seguir o Catolicismo Salomonita. São eles:

a) – Ter a Sagrada Bíblia como regra de fé e de conduta pessoal, lendo-a com simplicidade e em espírito de oração; crer, ser e fazer tudo o que ela ensina (em sua contextualização evangélica);

b) – Ter a oração como primeiro dever na vida cristã e no ministério pastoral, por imitação de Cristo (conforme Lucas 6:12) e de seus Apóstolos (conforme Atos 6:4);

c) – Não relatar a pessoa alguma as coisas mais impressionantes ou excitantes, sem antes tê-las relatadas à Cristo em colóquio de oração;

d) – Não fazer qualquer coisa que excite a vaidade ou o desejo de aplauso (ou reconhecimento), a não ser nas coisas que forem absolutamente indispensáveis ao cumprimento do dever;

e) – Não alegrar em qualquer bom terreno (ou boa coisa), sem neles reconhecer a dádiva de Deus, portanto, com um coração reconhecido e agradecido;

f) – Não ter má vontade, indisposição, ou prejuizo para com pessoa alguma, tendo como dever supremo os olhos abertos, o coração aberto e os lábios abertos.

4 – Dos Aspectos Legítimos da Verdadeira Igreja de Cristo presentes nas diferentes Denominações Cristãs

Estejam atentos todos os eclesianos, que a ICAI-TS, enquanto denominação cristã participante do Sacerdócio Universal dos Crentes Fiéis, tem o honroso dever de propagar a Verdadeira Igreja de Cristo, implantando, consolidando, mantendo e divulgando os seus três aspectos fundamentais:

a) – A Igreja de Cristo como Mistério Divino, que é construído pelo próprio Jesus Cristo no coração de cada crente fiel que reconhece e confessa a Jesus Cristo como o Filho do Deus Vivo e vivencia os ensinamentos do seu Evangelho Salvador, o que faz de cada cristão verdadeiro um vencedor contra quaisquer inferioridades, por promessa do próprio Cristo;

b) – A Igreja de Cristo enquanto Congregação dos Filhos Adotivos de Deus, formada, consolidada e mantida pela união nas orações, estudos e vivências da Palavra de Deus, adoração e comunhão com Deus e busca de consenso sobre as coisas do Senhor, para o legítimo exercício do Poder das Chaves do Reino dos Céus, prometidos por Jesus Cristo;

c) -A Igreja de Cristo enquanto Instituição Cultural organizada de acordo com o ordenamento jurídico e sociocultural dos países e nações, onde se insere a nossa amada ICAI-TS, cabendo a cada um de nós o legítimo sentimento de pertencimento, o zelo e cuidado pelo seu crescimento, fortalecimento e cumprimento do dever, através do nosso apoio material, moral e espiritual, a fim de que, unidos em plena comunhão, possamos alargar no mundo as maravilhas do Reino de Deus consumado por Jesus Cristo nas aras da cruz e que nos entregou para que anunciemos e o implantemos no íntimo das almas dos humanos de boa vontade, na vida social das famílias, comunidades e sociedades por todos os quadrantes do planeta, para a Maior Glória de Deus e a plena salvação da humanidade.

5 – Das Metas para o Triênio 2011/2014

I - Esforcem os Senhores Bispos em suas respectivas Dioceses, em consolidar a construção da identidade católica salomonita nas suas diversas comunidades, para que tenhamos eclesianos conscientes do seu relevante papel na formação da sociedade brasileira, através das seguintes ações:

a) – Promover com o seu clero e pessoas mais conscientes das comunidades, encontros de estudos para aprofundamento nos Princípios Fundamentais constitutivos do Catolicismo Salomonita, para pô-los em prática nos cenários das ações pastorais. Já estão disponibilizados no site da ICAI-TS em “material para estudo”, os seguintes textos que visam consolidar o pensamento do catolicismo salomonita:

*A Igreja e a Sinagoga – tese de Salomão Ferraz defendida no I Congresso Católico Livre que resultou na aprovação da Autonomia da ICALB em 1936 -(trata-se de um excelente tratado de eclesiologia definindo o que é Igreja e o que é Anti-Igreja);

*Maioridade Nacional, Civil e Religiosa – conferência de Salomão Ferraz proferida na Capital da República (Rio de Janeiro) em 1941, onde estabelece parâmetros para uma decisão nacional e conclama o povo de boa vontade para a criação de uma UNIÃO NACIONAL, através da UNIÃO CRISTÃ DO BRASIL que reuna em seu seio todas as entidades religiosas que aderem aos credos tradicionais, para uma tomada de posição dos brasileiros e outros que vivem no Brasil, para assumirem a sua MAIORIDADE RELIGIOSA, à semelhança do que foi feito com a MAIORIDADE POLÍTICA, que conferiu à nossa Pátria a sua Soberania e Independência;

*Mensagem Pastoral de Dom Manoel Ceia Laranjeira, publicada em 1951, quando assumiu a Diocese do Rio de Janeiro (mas ainda atual), como parâmetro de orientação para o clero e crentes fiéis que aderiram à ICALB no Estado do Rio de Janeiro, onde fui introduzido em 1959;

*Catecismo Elementar publicado em 1974 sob as bençãos de Dom Manoel Ceia Laranjeira, onde se apresentam os principais elementos da Idiodoxia Católica Salomonita e parâmetros orientadores das Ações Ecumênicas;

*Breve Resumo da História do Catolicismo Independente no Brasil, onde pontua os principais fatos que motivaram a busca de uma Igreja Católica Autônoma no Brasil.

É necessário que o clero e colaboradores do catolicismo salomonita conheça em profundidade estas obras básicas, para que possam discutí-las e apresentá-las para reflexão em encontros de Ações Afirmativas em suas respectivas comunidades, podendo gerar desdobramentos salutares para a nossa igreja e o país.

b) – Promover encontros de reflexão com a comunidade de crentes fièis sobre os principais fundamentos do Catolicismo salomonita, buscando divulgar o conhecimento do seu embasamento bíblico, de lógica do bom senso e de justificativas históricas para manter a fidelidade a Verdadeira Igreja de Cristo.

É necessário que se promova encontros de reflexão para as comunidades, seus simpatizantes e os estudiosos que queiram conhecer as ideologias e idiodoxias do Catolicismo Salomonita; seminários temáticos; conferências; vivências; encontros; etc. Toda comunidade viva, Igreja Viva, divulga e discute seus e outros temas. Não pode o clero apenas realizar obras devocionais e assistenciais, é necessário avançar também no terreno das idéias.

c) – Consolidar na consciência dos fiéis os três aspectos básicos que compõem a Verdadeira Igreja de Cristo (como referido acima no ítem 4) e como ela se faz presente nas diferentes Denominações Cristãs.

É necessário que em todas as comunidades de crentes fiéis se promova encontro de reflexão, com certa frequência, para estudar, conscientizar, aprofundar e conseguir o movimento de conversão verdadeira de cada eclesiano para a busca da construção da Igreja Mistério Divino em seu coração, na sua vida pessoal. Convencer ao eclesiano que a Igreja Mistério Divino é construída pelo próprio Filho de Deus, agora, na data atual que o eclesiano está confessando, crendo sinceramente que Jesus Cristo é o Filho de Deus. É a esta Igreja construída por Cristo que ele garantiu que as portas das inferioridades jamais prevalecerão contra ela; convencer ao eclesiano que o poder das chaves dos céus prometido por Jesus Cristo, se faz na Igreja enquanto Congregação em Povo de Deus, que busca a união nas orações, adoração e busca do consenso nas coisas relativas aos planos de Deus para seus Filhos Adotivos em Cristo; convencer ao eclesiano que a Igreja enquanto Instituição Denominacional se faz para consagrar os aspectos socioculturais, de acordo com a ordem jurídica de cada país ou nação, para conseguir meios materais e morais que possa sustentar o trabalho de expansão da Obra Salvadora de Jesus Cristo em todas as partes do mundo.

II – Linhas de Espiritualidades Próprias do Catolicismo Salomonita

Esforcem os Curas de Almas para estimular nos crentes fiéis da comunidades o engajamento nas devoções centralizadas em Cristo e que sejam através de experiências progressivas, através de escalonamento passando pelos estágios de Postulantes, Aspirantes e Professos. Como todos os batizados participam do Sacerdócio Universal de Cristo, que aponta o Livre Acesso a Deus por meio de Jesus Cristo, todos podem usar a Comenda Sacerdotal sobre as vestes nos encontros solenes e celebrações litúrgicas.

Denomina-se por Comenda Sacerdotal, uma estola um pouco mais estreita, com três cruzes de braços iguais, duas nas pontas e uma no centro, simbolizando o equilibrio que deve ser buscado e cultivado por todos aqueles que estão no mundo sem ser do mundo, tanto no plano físico, como no plano mental e no plano emocional. Trata-se de uma estola fechada, pois teem suas duas pontas aderidas uma na outra, para alertar que esse Ministério se faz em união com a Igreja Congregacional. Significa que todo batizado participa do Sacerdócio Universal de Cristo como Membro do seu Corpo Místico, cuja função é apontar o livre acesso a Deus por meio de Jesus Cristo, a Única Ponte legítima entre Deus e os Humanos. Foi dessa Comenda Sacerdotal que derivaram os usos das “fitas” nas irmandades religiosas.

O Catolicismo Salomonita possui ricas linhas de espiritualidades que podem ser desenvolvidas nas comunidades para envolver o senso devocional das pessoas, principalmente as pessoas mais simples; seus tratados de Liturgia Devocional publicados em 1934 são bastantes ricos e fornecem subsídios para a atuação dessas linhas de espiritualidades, mas ainda não os tenho disponibilizados, entretanto existem algumas linhas que podem ser iniciadas pela facilidade e singeleza de seu espírito apostólico. Como segue:

** Confraria Salomonita – trata-se de uma linha de espiritualidade posta em prática pelo Venerável Bispo Salomão Ferraz desde 1902. Pode fazer parte desta confraria homens e mulheres que adotam a Declaração de Princípios de Salomão Ferraz para orientar as suas vidas no dia-a-dia. Trata-se de uma devoção cristã centrada na Bíblia, com ênfase no Evangelho de Jesus. Poderá ser organizada em cada paróquia, ou nos núcleos comunitários, com reuniões dos Confrades duas vezes por semana, durante a semana para estudo bíblico e temas de interesse da Confraria e aos domingos no culto oficial da paróquia. Aos Primeiros Domingos do Mês durante a Missa há a Solene Cerimônia da Comunhão dos Santos, onde todos devem trazer sua Comenda Sacerdotal na côr roxa (símbolo da plenitude das virtudes cristãs que os humanos devem buscar) colocada sobre as vestes;

** Confraria de Santo André e Felipe – Trata-se de uma devoção a Jesus Cristo, centrada no seu Evangelho Libertador, exercida por homens e mulheres, inspirada nos trabalhos dos apóstolos André e Felipe, cujos confrades mantém um encontro durante a semana na casa de algum membro da comunidade que deseja recebê-los, para estudar o evangelho e por em prática algumas das obras benemerentes recomendadas por Jesus Cristo, socorrendo as pessoas em suas necessidades e participam aos domingos do culto oficial da paróquia. A Confraria de André e Felipe tem a preocupação de levar as pessoas a conhecerem a Cristo como salvador e de promover a pessoa humana. Aos Primeiros Domingos do Mês participam da Solene Comunhão dos Santos portando a sua Comenda Sacerdotal na côr amarela (símbolo dos melhores atributos existentes nos seres humanos que devem ser buscados) colocada sobre as vestes.

** Legião de Cristo Rei – Trata-se de uma devoção a Jesus Cristo centrada no propósito de promover na terra as obras do Abençoado Reino de Deus cuja efetivação foi consumada pelo próprio Cristo nas aras da cruz, antes da sua morte. Trabalha-se no sentido de implantar as obras referidas nas bem-aventuranças reveladas por Jesus Cristo. Os Legionários de Cristo Rei dedicam um dia durante a semana nas atividades de estudos, reflexão e benemerência e participam aos domingos no culto oficial da paróquia. Aos primeiros domingos participam da Solene Comunhão dos Santos ostentando a sua Comenda Sacerdotal na côr branca (símbolo da síntese de todas as qualidades boas existentes no homem Jesus que podem ser imitadas) colocada sobre as vestes.

** Congregação do Espírito Santo – Trata-se de um movimento dos jovens centrados na busca da orientação do Espírito Santo para orientar as suas vidas e a vida da Igreja, no sentido de encontrar novas formas de testemunho da fé cristã no mundo, ou de sustentar antigas e ainda válidas formas de testemunho cristão. Os Congregados do Espírito Santo se reunem uma vez durante a semana para refletir sobre o Evangelho de Jesus Cristo, orar e louvar a Deus e buscar orientação do Espírito Santo para orientar as suas vidas, a vida da Igreja, a vida das famílias e a vida social. Aos domingos participam do culto oficial da paróquia e aos Primeiros Domingos do Mês participam da Solene Comunhão dos Santos ostentando a sua Comenda Sacerdotal na côr verde (símbolo da esperança de um mundo melhor orientado pelo Espírito Santo que deve ser alimentada e sustentada) sobre as suas vestes.

** Congregação das Famílias com Maria – Trata-se de um movimento das famílias com Maria junto a Jesus. Geralmente as famílias se reunem aos sábados para fazer estudos e reflexão sobre o evangelho de Jesus, recitam o Oficio da Virgem Maria e buscam soluções para problemas familiares. Essas reuniões podem ser nas residências de alguma família, nos clubes das comunidades, nos salões ou no templo da paróquia. Aos domingos participam do culto oficial da paróquia e aos Primeiros Domingos do mês participam da Solene Comunhão dos Santos ostentando a sua Comenda Sacerdotal na côr azul celeste (símbolo da serenidade, diálogo e compreensão que se requer na vida em família) sobre as vestes.

** Congregação do Sagrado Coração de Jesus – Trata-se de um movimento de pessoas que desejam orar, fazer preces, correntes de orações e intercessões a favor das diferentes causas que afligem a humanidade, ou pessoas que necessitam, dirigidas à Deus por mediação de Jesus Cristo. Os Congregados do Coração de Jesus se reunem durante a semana, geralmente às sextas-feiras para refletir sobre o evangelho de Jesus e orar pelas diferentes intenções que constam da sua pasta de trabalhos. Aos domingos todos participam do culto oficial da paróquia e aos Primeiros Domingos do Mês participam da Solene Comunhão dos Santos ostentando a sua Comenda Sacerdotal na côr vermelha (símbolo do intenso amor do sagrado coração de Jesus por todas as criaturas que deve ser imitado) sobre as vestes.

Assim os Curas de Almas, em vez de alimentar e divulgar devoções populares espúrias em sua comunidades, devem formar e conduzir a dinâmica devocional da população no sentido de uma autêntica consciência cristã, de modo progressivo, crescente, responsável, sem

heresias, idéias pagãs. Deve direcionar a devoção popular de acordo com

as ideologias do Catolicismo Salomonita, divulgá-las, honrá-las com a sua presença sempre que possível. Não pode o clero atual cultivar TÃO BAIXA AUTO-ESTIMA PESSOAL, admitindo a desculpa que é assim que a população pensa, principalmente quando analisamos as respostas que pregadores simples obtéem junto às massas populares nos meios evangélicos. Admitir esta postura simplesmente exploratória da dinâmica devocional popular, como ela se encontra, sem seu direcionamento centrado em Jesus Cristo, é faltar com os compromissos da nossa denominação e da VERDADEIRA IGREJA DE CRISTO, além de constituir um parasitismo social. Com certeza, o bispo, o padre, o diácono e todos os demais cargos eclesiais serão julgados por Deus, que exigirá prestação de contas do que fez do seu Ministério em Nome de Cristo.

III – Ações Afirmativas do Catolicismo Salomonita

Estejam atentos todos os membros da ICAI-TS que, com certeza, os modos de se fazer conhecidos e respeitados como grupos sociais, é produzir fatos sociais positivos, edificantes, que geram admiração e respeito das populações locais. Assim as Comunidades Católicas Salomonitas devem produzir diferentes ações afirmativas que atestem as suas existências como grupos sociais, com identidades próprias, produtoras de fatos sociais edificadores da alma brasileira, marcando presença no sociedade nacional. Promover eventos públicos, de modo ordeiro, de acordo com as regras jurídicas e sociais.

Não se deve nunca celebrar missas (sacramento da eucaristia) como ato de desagravo. Os sacramentos, nenhum deles, devem ser tomados como instrumentos de políticas de afirmação. Os sacramentos são meios eficazes da livre graça de Deus outorgadas por Cristo, para ajudar os humanos na sua caminhada em busca da salvação e aperfeiçoamento espiritual na Igreja, jamais podendo ter subvertida as suas funções como instrumentos políticos. Fazer isso é reificar (coisificar) o que é sagrado, de instituição divina. Pode-se, entretanto, realizar cultos, oficios e paraliturgias como atos de desagravos, adredemente preparados para isso.

Os encontros temáticos bem divulgados, corretamente organizados, trazem bons resultados; as conferências abertas ao público, sobre temas de interesse coletivo, que fazem parte das ideologias do catolicismo salomonita; passeatas, caminhadas, pique-niques, oficinas temáticas, seminários temáticos, simpósios temáticos, retiros, cursos, apoio e colaboração em épocas de sinistros que afete as populações, etc.

As publicações tanto eletrônicas quanto em papeis, são bons meios de se apresentar à consciência pública; as campanhas de pregação baseadas no evangelho de Jesus; as semanas de comemoração de atos e fatos próprios do catolicismo salomonita; as campanhas de divulgação, desde os folhetos nos locais estratégicos, como nos alto-falantes, nos rádios, na televisão, são excelentes meios de se tornar conhecidos.

As escolas ao lado dos templos, desde o simples salão com cursos preparatórios para o enfrentamento da vida (baseados nas realidades locais), quanto as creches, escolas, colégios, faculdades que cuidem da formação do caráter do cidadão à luz dos valores cristãos, para que possamos ter uma sociedade de homens e mulheres com sadias personalidades.

As obras benemerentes que supram as carências das comunidades e promovam o ser humano, como os consultórios, ambulatórios, clínicas, hospitais; as oficinas profissionalizantes; orientações sobre o correto cuidado com o corpo, com a mente, com as emoções, com a espiritualidade; orientações sobre o aproveitamento dos alimentos, o manejo do ambiente onde vivem, o clima e as estações e sua relação com a plena manifestação da vida no planeta terra; as nossas responsabilidades espirituais e materiais com as questões ecológicas tendo em vista a sustentação da vida no planeta terra; o sentimento de compaixão que devemos cultivar para com todas as criaturas existentes no universo, pois que somos todos originados pelo mesmo e Único Deus Vivo.

Conclusão

Devem cada membro de nossa ICAI-TS conscientizar das nossas responsabilidades, e principalmente os clérigos investidos como dirigentes comunitários, de desenvolvermos as ações planejadas durante o triênio e que, a cada final de ano, enviar à Sede Primaz através das Dioceses e/ou Comissariados Episcopais, o relatório do que foi efetivamente cumprido e o que ainda está em fase de implantação. Conto com todos vocês.

Dom Felismar Manoel – Bispo Primaz

Duque de Caxias -RJ, Natal de 2010


terça-feira, 28 de dezembro de 2010

"Ano Novo"


No dia 1º de janeiro começa o ano civil de 2011 para nós brasileiros e Republicanos começa uma nova etapa na história politica do País pois assume um novo governo na República.

Para nós Cristãos que significado pode ter o recomeço da contagem do tempo? Que sentido faz essa nova etapa da história individual de todos nós? com que disposição vamos viver esses novos dias que virão?

Meus caros Irmãos, o tempo não nos pertence ele é um dom que o senhor nos concede para que aperfeiçoemos o nosso caminho acertando os passos no rumo que nos leva de volta a Casa do Pai. Assim sendo, quais as disposições que nos orientam nessa direção do novo?

É preciso pois que nos disponhamos a rever nossos atos, refletir sobre nossos pensamentos, gestos, atitudes e vivência no espírito. Meus irmãos, não somos seres materiais, o mundo da ilusão nos envolve oferecendo aos nossos sentidos a ilusão de saciedade que se traduz em bem estar físico, confudido na maioria das vezes em felicidade, porém, quando passa o efeito do prazer físico nada sobra em favor do espírito e ai entram em campo todo genero de insatisfações que naturalmente mostram a ineficiencia e a necessidade da realização pelo espírito o que nem sempre procuramos. Nesse novo Ano pois, façamos um esforço maior para nos tornarmos efetivamente seres "espirituais" e afastemos de nós o mundo das ilusões que nada constrõem em nosso ser.

Desejo que você meu irmão minha irmã, utilize o tempo novo para coisas novas sem repetir o velho homem mas deixado fluir o novo homem em Cristo Jesus nosso Salvador.

Deus abençõe a todos!!!

Dom Augusto

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Festa de Santa Luzia 2010

A Festa de Santa Luzia 2010 foi muito linda e contou com a presença de toda a Comunidade e devotos da Santa é com muita alegria que partilhamos as fotos deste acontecimento de Fé e devoção, Ecumenismo, amor ao próximo, perseverança nos ideias da Igreja do nossos amados antercessores Dom Salomão Ferraz, Dom Manoel Ceia Laranjeira, Dom Felismar Manoel nosso amado Arcebispo e Dom Augusto nosso amado Bispo Diocesano da Igreja Católica Apostólica Independente de Tradição Salomiana.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

O mistério do Natal...


Jesus nasceu na humildade de um estábulo, em uma família pobre; as primeiras testemunhas do evento são simples pastores. É nesta pobreza que se manifesta a glória do Céu. A Igreja não se cansa de cantar a glória dessa noite:

Hoje a Virgem traz ao mundo o Eterno
E a terra oferece uma gruta ao Inacessivel.
Os anjos e os pastores o louvam
E os magos caminham com a estrela
Pois Vós nascestes por nós, Menino, Deus tereno!

"Tornar-se criança" em relação a Deus é a condição para entrar no Reino; para isso é preciso humilhar-se, tornar-se pequeno; mais ainda: é preciso "nascer do alto" (Jo 3,7), "nascer de Deus" para tornar-nos filhos de Deus. O mistério do Natal realiza-se em nós quando Cristo "toma forma" em nós. O Natal é o mistério deste "admirável intercâmbio".

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010